Postagens

EM DESTAQUE

A PROSA E A POESIA DE MARIA VALÉRIA REZENDE | Projeto 8M

Imagem
fotografia do arquivo pessoal da autora   8M Mulheres não apenas em março.  Mulheres em janeiro, fevereiro, maio. Mulheres a rodo, sem rodeios nem receios. Mulheres quem somos, quem queremos. Mulheres que adoramos. Mulheres de luta, de luto, de foto, de fato. Mulheres reais, fantasias, eróticas, utópicas. Mulheres de verdade, identidade, realidade. Dias mulheres virão,  mulheres verão, pra crer, pra valer! (Nic Cardeal) Viaje pela palavra múltipla - em prosa, poesia ou hai-cai - da imensa escritora MARIA VALÉRIA REZENDE : CLICHÊ Esta história só poderia começar no ponto em que começa porque já se sabe que as famílias felizes não têm história.  Fernando achava sua família uma das mais felizes, até chegar, ontem, como sempre, por volta do primeiro intervalo da novela das oito, levemente enfadado, levemente embriagado, direto da happy-hour prolongada para o jantar que a mulher já deveria mandar servir. Mas em lugar de estar à sua espera, enfiada no penhoar de grife, diante da televisão d

Minha Lavra do teu Livro 11 | "O PÁSSARO SECRETO", de MARILIA ARNAUD, por Nic Cardeal

Imagem
  Minha Lavra do teu Livro 11 - resenhas afetivas - SEREMOS TODOS   [SECRETAMENTE]   PÁSSAROS ENCURRALADOS ENTRE AS PAREDES DAS NOSSAS GAIOLAS  EMOCIONAIS? Que pássaro é este que me sacode em solavancos que me aperta as entranhas e me sufoca a garganta?   Que ave indecente que me bica e regurgita   que me grita entre as vértebras que estraçalha minhas condutas faz de conta que me escuta e se demora em planejar vinganças como se fosse meu dono minha gaiola meu abandono?   Que asas tão pontudas capazes de furar minha pele minha sede minha fome de doçura e impedir minha libertação das distâncias tão curtas entre a loucura e a razão?   (por que você não voou enquanto a liberdade 'inda te conhecia  assim  tão asas  em horizontes distraídas?)   (Nic Cardeal, Segredo) * Talvez exista um lugar de onde não se pode mais retornar, onde a vida não pode ser restituída. Talvez esse lugar seja aqui, onde estou agora, submersa na essência do silêncio, a entoar uma canção sem melodia n

A POESIA INQUIETANTE DE GISELLE RIBEIRO | Projeto 8M

Imagem
fotografia do arquivo pessoal da autora   8M Mulheres não apenas em março.  Mulheres em janeiro, fevereiro, maio. Mulheres a rodo, sem rodeios nem receios. Mulheres quem somos, quem queremos. Mulheres que adoramos. Mulheres de luta, de luto, de foto, de fato. Mulheres reais, fantasias, eróticas, utópicas. Mulheres de verdade, identidade, realidade. Dias mulheres virão,  mulheres verão, pra crer, pra valer! (Nic Cardeal) Mergulhe - de cabeça, corpo, coração, asas e alma! - na poesia inquietante, ousada, libertadora, e também reflexiva, da incrível escritora GISELLE RIBEIRO : LEGADO Muito cedo minha mãe me levou ao oculista depois de algumas perguntas, ditas anamnese, ele se pôs a olhar nos meus olhos… acho que assim ele viu as imagens escondidas que eu colecionava. Por isso, talvez, me receitou: lentes de metáfora. Desde então vejo os homens e suas sombras, ouço as vozes das coisas e sinto o pulso do poema rompendo a inexistência. (* poema do livro 69 ) imagem do Pinterest  -*- NÃO OUÇ