Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2020

Um trecho de romance de Stéfanie Sande | "Virgínia"

Imagem
  Um trecho de romance de Stéfanie Sande Virgínia Sinopse Doutoranda em escrita criativa pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), a escritora Stéfanie Sande publicou seu novo romance, “Virgínia”, como parte da inscrição do Prêmio Kindle de Literatura. A obra está disponível em formato digital pela Amazon a partir desta sexta-feira (16).  “Virgínia” é uma história de amor entre duas mulheres, Ariel e Virgínia. Dividida em quatro partes, a trama gira em torno de se apaixonar em uma situação atípica. “É uma novela escrita durante os primeiros meses do isolamento social. Reflete um pouco a angústia da situação, mas, principalmente, tem um ‘quê’ de escapismo e auto-indulgência”, explicou a autora.  Uma das inspirações para o romance entre Ariel e Virgínia foi uma carta que a escritora inglesa Vita Sackville-West escreveu para a autora de “Mrs. Dalloway” e “Um teto todo seu”, Virgínia Woolf. Sande conta que sempre teve uma relação de amor e ódio com a obra de Wool

UniVerso de mulheres 09 - Três Poemas de Rayen Kvyeh - traduzidos por Valeska Brinkmann

Imagem
| Coluna 09 | Três Poemas de Rayen Kvyeh  - tradução Valeska Brinkmann Tempo da lua fria     * Inesgotável tempestade de granizo do wekufe chicoteia as araucárias sem piedade expulsa os choroyes** de seus ninhos bandos tempestuosos enlouquecidos .viajam pelo espaço No altar  o tambor do pajé ,soa na noite sem lua lá ao alto os choroyes se detêm   : e lançam o fatídico presságio chegarão os estrangeiros .e um tremor rasgará a terra   wekufe – força negativa que tenta destruir o equilíbrio natural * Choroy – espécie de papagaio típico dos boques do sul do Chile ** Tiempo de luna fría Granizada inagotable del wekufe azota sin piedad las araucarias desaloja de sus nidos los choroyes enloquecidas bandadas tormentosas .recorren el espacio En el rewe el kulxug de la machi suena .en la noche sin luna Allá en lo alto los choroyes se detienen :y lanzan su fatídico presagio llegarán los extranjeros .y un temblor partirá la tierra   §§§§§                                                            

De Prosa & Arte | Menininha e Filhotim

Imagem
Coluna 3 Menininha e Filhotim Oi mamãe de peito-ventre. Chega aqui para conversar. Espero encontrá-las bem. Tenho notado uma preocupação com a adaptação das crianças de adoção tardia (termo utilizado para determinar adoção de crianças maiores). Me permitam ser muito sincera? Não me levem a mal porque lhes quero tanto bem.  Sou uma mãe de peito-ventre e tendo a acreditar ultimamente que é uma parte bem boa de mim. A maternidade, assim como a adoção são mega romantizadas. Não são fáceis. Uma mãe quer semelhança e proximidade com suas crias, quando o desejo de maternidade permeia sua construção. E nenhuma de nós é obrigada a ser mãe se não o quiser.  Mas cá entre nós falando em adoção e não de nutrir ou parir na casinha geradora, a mãe não escolhe… é escolhida. Acho que funciona assim também na vida parida. Mas não tenho experiência para dizer sobre. Essas criaturinhas espevitadas nos acolhem como mães e protetoras.  A princípio a gente deseja um (a) bebê com a falsa ilusão de que será ma

Cinco poemas de Marcella Wolkers | "Mulheres são deusas"

Imagem
  Melissa Angela Flor. Fonte: pixabay.com Cinco poemas de Marcella Wolkers "Mulheres são deusas" - Da série poética "Poeta Puta" MULHERES SÃO DEUSAS   Nasci... Sou ser humano. Nasci mulher... Então sou Deusa!   Há milhares de Deusas Espalhadas pelo mundo Nem todas são justas Mas todas carregam uma dor dentro E essa dor é um poder!   Há Deusas que transformam a sua dor em veneno outras em antídoto Algumas transformam a sua tormenta em trovoadas, Outras em dia ensolarado e de abrigo.   Há Deusas que deixam escorrer na dor, as suas lágrimas e Há aquelas que deslumbram no sofrimento, o seu sorriso   Mulheres hipérbole, eufemismo Amor, ódio Verdade, cinismo!   Mulheres flores, espinho De coração generoso, mulheres do mesquinho De toda gente, do sozinho Da paz, da guerra Do céu, mulher da terra Da respiração, da guelra Do mar, do ar Mulheres do ódio Mulheres do amar Deusas que agem por impulso, Outras