Quatro poemas de Nelsi Emilia Torres Stocker | "Deusa do Mar"

 

Adam Kontor. Fonte: pixabay.com

Quatro poemas de Nelsi Emilia Torres Stocker


Deusa do Mar - (Lenda Carioca)

 

Uma belíssima jovem, de pele macia e bronzeada.

Sempre solitária, com o corpo quase nu, longos cabelos ao vento...

tinha por costume sentar-se em umas pedras lá no Leblon.

Era a imagem da liberdade.

Sua meiguice não passava despercebida...

Calada, contemplava a beleza que a circundava.

Atirando pedrinhas, fascinada, admirava também os surfistas,

e o voo das asas deltas coloridas...

Sob o murmurio do mar e a dança das gaivotas,

com gestos inocentes, não era consciente da curiosidade que despertava.

Distraída, não se deu conta, um lindo loiro, dono de olhos azuis e brilhantes que,

com passos decididos vinha a seu encontro.

Ele pediu licença, para a seu lado contemplar tanta beleza.

Com um lindo sorriso nos lábios, ela aceitou a companhia...

Em silêncio, miravam o ritmo da vida na frente daquele lindo mar.

Gente por todo lado, indo e vindo, caminhando no calçadão e pela areia, sem pressa, sem medo..

Ao som do belo samba que soava longe, mulatas fogosas rebolando finas cinturas...

Hum... quanta alegria, quanta beleza, gente contagiante.

Ondas batiam nas pedras quentes, indo e vindo,

formando espumas cintilantes, serpenteando a Bahia.

Em silêncio, somente apreciando...

As cores e sabores. Olhares... Amores.

Para ele, ela era a musa melodia.

Aquarela e poesia...

Para ela, ele era o sol,

Vida e harmonia...

O mar a chamou, ela se inquietou e levantou...

Caminhou ao encontro daquele mar gigante e sedutor...

Confiante, a seu lado o belo jovem encontrou...

Se olharam profundamente. Sorriram...

Num ato de amor ela lhe estendeu a mão...

Foram caminhando, na mesma direção…

Lento e preguiçoso, o sol se despedia...

Momentos mágicos, no final de mais um dia.

 


Promessa de Paixao

 

Te espero aqui,

Derretendo cacau,

Onde cheira docemente,

Aguarda um presente.

 

Venha! Vamos ser feliz?

- Canta, pula e dance,

Caminharemos de mão dada,

Dando beijinhos intermitentes,

E muita risada.

 

Celebraremos a liberdade,

Amor puro, imaculado,

O da puberdade,

Nada será mais importante,

Que nossa felicidade.

 

Teu retrato está ali!

Já se amarelou

Pois carrega muitas histórias,

Chora  muita tristeza,

Não aguentou...

 

Volta para aqui?

Vem fazendo ciranda,

Provaremos novos desejos,

Na magia da madrugada,

Amaremos, estaremos entregados

E sempre apaixonados.


David Mark. Fonte: pixabay.com

Favos de Mel

 

Essa noite sonhei contigo,

Pela noite nevou

Despertei  com sol dourado

Acariciava minha face.

 

A janela se abriu

A brisa era embriagadora

Dos tulipan avermelhados

Aguçando meus sentidos.

 

No sonho,

Imóvel,contemplava

A curva do arco-íris,

Que terminava atrás da montanha.

 

Diferenciei a silhueta

Era seu rosto que sorria,

Quis amarrar ao vento

E congelar ao tempo que te conheci

O mesmo vento, que te trouxe para mim...

 

Favos de mel!

Doçura dos teus beijos;

Mas o destino foi caprichoso,

E a vida é muito cruel.



O Espetáculo e Viver

 

Cruzavam olhares sedosos,

Alfinetando ambas almas,

Oleadas de segredos singelos,

Suplicando, fingindo juramentos,

Ambas mentes perversas capitavam.

 

Somaram muitos anos,

Dissimulando gestos maliciosos,

Com aires de descaros,

Sem nehuma luxúria,

Com certa hesitação.

 

Um deles;

Possuía cabelos finos negros,

Se assemelhava a um corvo,

Penteado liso e brilhante,

De nariz com linha suave.

 

O outro;

De melena vermelha alaranjada,

Deliciosamente extravagante,

De um fogo indomável,

Às vezes corrompido.

 

Sofriam metamorfose,

Efeito da fumaça ondulante,

Provocada pelas velas noturnas,

Arrancando lágrimas de prazer.

 

Saltaram cercas de espinhos,

Foram frutos dos bosques,

Transformados em sutilezas,

Dos jogos de amar.

 

União estranha,

Mas sólida, terna e suave,

Levadas por carícias sublimes,

Alimentando pensamentos pecaminosos.

 

Consumando, envolvendo...

Rolando e girando...

Ao vertigo penal, supremo,

Surgindo chispas, incêndios,

Fogo!

Naquele gozo de viver.


Frank Winkler. Foto: pixabay.com





Nelsi Emilia Torres Stocker
é natural de Engenheiro Beltrão, Paraná, naturalizada Suíça. Possui uma brilhante e sólida trajetória literária, pela qual foi agraciada com inúmeros prêmios nacionais e internacionais.Advogada, consultora jurídica e escritora, desenvolveu seu trabalho na Assessoria Legal aos migrantes latinos que chegam ao país helvético em busca de novos horizontes. Membro de diversas Academias de Letras e Artes pelo mundo. 2012: Reconhecimento da Brazilian internacional “Literary Press Award”,em Londres-UK. 2013: Recebeu o Título de Cidadã Honorária da cidade de Engenheiro Beltrão. 2013: Recebeu o reconhecimento de Laureados da ONG Madalenas-Biel Suíça. 2014: Participou na 41 Feria Internacional del Libro de Buenos Aires com o livro
Palavras sem Fronteiras -Literarte. 2014: “Evento de Época” no coração da Praca San Marco, onde fez importante doação de livros para o acervo da Biblioteca Marziana. 2014: teve a honra de receber o Certificado pela participação da Semana Cultural Brasil/Noruega (na Embaixada do Brasil em Oslo). 2014: Fundacion Eva Peron:”Tributo a Eva Peron” en Buenos Aires, por Mago de Oz. 2015: Recebeu o Certificado IV World Conferencie of Brazilian Writes Abroad and II Seminar on the Literary Expressions of Brazilian Diaspora-New York.(Evento organizado pela Queen Universty of London e com a participação do Center for Latin American and Caribean Studies of the University of New York). 2016: Reconhecimento do Colegio Publico de Abogados de Ushuaia (Tierra del Fuego); Exposicao sobre as Prisões Suíças e Sistema Sancionador. 2017: Recolhimento e exposição de suas Obras Literárias no Burj Arab de Dubai - Emirados Árabes Unidos. 2017: Buchvorstelung, Rothaus Stuttgart. 2017: Salon du Livre et de la Presse du Geneve - “Bichionário brasileiro”/Faz de Conta (Português/Francês). Posse como Membro Vitalício na ALALS (Academia de Letras e Artes Luso-Swiss-Geneve-CH). 2020: Encontro Mundial de Literatura Brasileira/ New York (FOCUS Brasil), escritora destacada.




Comentários

Postar um comentário

PUBLICAÇÕES MAIS VISITADAS DA SEMANA

Divina Leitura | O mito da beleza por Naomi Wolf e suas consequências para a vida das mulheres contemporâneas

Era uma vez 11 I Literatura infantil inclusiva da brasiliense Alessandra Alexandria

Improvisos & Arquivos | árvore/poemas - publicação coletiva

Cinco poemas de Eva Potiguar | Uma poética de raízes imersas

Cinco poemas de Angela Dondoni | "Transmutar"

Tertúlia Virtual | uma ideia genial de Marta Cortezão

Resenha do livro infantojuvenil A ÚLTIMA FOLHA, de Adriana Barretta Almeida

Uma crônica de Guiniver | "Essenciais e Perfumados"

Um conto de Carmen Moreno | "Dora"

Três poemas de Maria Cleunice Fantinati da Silva | "Intensa(mente) temperamental"