Postagens

Mostrando postagens com o rótulo contos

A POESIA E A PROSA DE INES MAFRA | Projeto 8M

Imagem
fotografia do arquivo pessoal da autora  8M (*) Mulheres não apenas em março.  Mulheres em janeiro, fevereiro, maio. Mulheres a rodo, sem rodeios nem receios. Mulheres quem somos, quem queremos. Mulheres que adoramos. Mulheres de luta, de luto, de foto, de fato. Mulheres reais, fantasias, eróticas, utópicas. Mulheres de verdade, identidade, realidade. Dias mulheres virão,  mulheres verão, pra crer, pra valer! (Nic Cardeal) Mergulhe na palavra sempre surpreendente - em poesia ou em prosa - de INES MAFRA : QUEM É VOCÊ  Quem é você  que só acontece nas noites  em dias de chuva em dias de vento nunca em dias muito quentes Quem é você  que quebra o vidro separador do real e das fantasias Sinto estranha loucura por você  uma loucura forte e rápida  como o raio que aparece sem tempo de reflexão  e desaparece sem explicação  e joga seu fogo no céu  mas a chama explode na minha cabeça  Quem é você  que horror, que loucura que estranha energia  você conhece Que imprevisto futuro te espera que ra

Minha Lavra do teu Livro 04 | "DESTINOS DESDOBRADOS", de TERE TAVARES, por Nic Cardeal

Imagem
      Minha Lavra do teu Livro 04 - resenhas afetivas - A PALAVRA EM SEUS  'DESTINOS  DESDOBRADOS' “A Literatura é um estado de alma, uma sensibilidade inata que se talha na constância e na curiosidade: haveria como moldar a alma sem ferir-se? A pele que me veste é uma estratégia. O sonho, quando consciente, é quase a antecipação da realidade. Que essa outra forma de parecer real me seja perene, porque todas as realidades são relativas conforme se adentra na engenharia do mundo.” (Tere Tavares, in: ‘O aroma da alma ou todos os nomes’, Destinos desdobrados, p. 101) DESTINOS DESDOBRADOS  é um dos mais recentes livros de  TERE TAVARES , publicado pela Editora Penalux em 2021. Na maioria dos 73 contos, curtos ou longos, a escritora escreve sobre mulheres, ora sendo a própria protagonista, ora escolhendo suas personagens e as esmiuçando, na busca pela compreensão da alma feminina. Logo no primeiro texto, deparamo-nos com seu testemunho explícito pela necessidade da palavra par

SOBRE AS OBRAS DA ESCRITORA, JORNALISTA E EDITORA SIMONE PAULINO | Projeto 8M

Imagem
fotografia do arquivo pessoal da autora   8M (*) Mulheres não apenas em março. Mulheres em janeiro, fevereiro, maio. Mulheres a rodo, sem rodeios nem receios. Mulheres quem somos, quem queremos. Mulheres que adoramos. Mulheres de luta, de luto, de foto, de fato. Mulheres reais, fantasias, eróticas, utópicas. Mulheres de verdade, identidade, realidade. Dias mulheres virão, mulheres verão, pra crer, pra valer! (Nic Cardeal) Hoje é dia de homenagear a incrível  SIMONE PAULINO , porque ela é múltipla na palavra - como jornalista e escritora; porque ela é plural ao espalhar a palavra - como fundadora da "Editora Nós" e, agora, sócia-fundadora da "Nossa Éditions"! A escritora Simone: (*) "Como Clarice Lispector pode mudar sua vida" "Quando passei a ler apenas com a emoção, Clarice entrou e se instalou de forma definitiva na minha vida. Até se tornar quase tão indispensável para mim quanto meu pão de cada dia. Aos poucos, ela se transformou num apoio ind

"COSTURANDO DEVANEIOS NAS VENTANIAS CÓSMICAS", ARTIGO DE ISABEL CORGOSINHO

Imagem
  COSTURANDO DEVANEIOS  NAS VENTANIAS CÓSMICAS sobre o livro "Costurando ventanias",  de Nic Cardeal  por Isa Corgosinho   O livro de Nic Cardeal Costurando ventanias me acompanhou na volta de João Pessoa para Brasília, as suas páginas vieram impregnadas da maresia de Jampa e agora experimentam o ar seco e a energia revitalizante do cerrado candango. Tive que interromper a leitura várias vezes em virtude da organização desse retorno. A cada retomada, experimentei novos sentidos em suas particulares costuras, por isso fui tomada pelo desejo de escrever sobre elas.    Nas costuras da prosa, as ventanias da poesia    O escritor Julio Cortázar [1] , ao refletir sobre as características do conto, afirma que escrever contos e poemas é algo parecido, quase um estado de transe. Esse estado seria provocado pela escolha de um material significativo. O livro Costurando ventanias conjuga-se no hibridismo de gêneros, ao associar acontecimentos da realidade (crônicas) com element