Isabel Furini, Sonia Cardoso e Maria Antonieta Gonzaga Teixeira: Irmão, irmãos

Imagem gerada pela IA do Bing

Haicai

            Isabel Furini

nesta mente ilusa

meu irmão ainda é pequeno

- o tempo parou


**


Irmão 

          Sonia Maria Cardoso

Você que sempre viveu

De tempestades, tinha 

Que partir sob a 

Bonança que 

Precede o aguaceiro 

Insano que alardeia...

 --  Realmente viver não 

É para os sãos, sóbrios 

Viver é para os dementes.

**



Irmãos

Maria Antonieta Gonzaga Teixeira

A vida é um desabrochar de amor

E vida feliz é ter irmãos.

Irmãos acolhem, brigam e são unidos para sempre

Unidos em forças para enfrentar o mundo.


Irmãos são aqueles que proporcionam

As melhores lembranças de infância cheia de esperança

Que ajudam a enxergar a vida florida e o céu estrelado

Irmãos escrevem memórias, histórias e lições de amor.


Irmãos constroem sonhos coloridos

Caminham em estradas perfumadas de segurança

São pontes que unem bondade e amizade.


A vida manifesta-se com o amor.

Nunca estarei só…

Tenho irmãos.


Poema escrito por Maria Antonieta em 28/01/2024,  Castro-Paraná-Brasil.



Comentários

Postar um comentário

PUBLICAÇÕES MAIS VISITADAS DA SEMANA

Mulher Feminista - 16 Poemas Improvisados - Autoras Diversas

Nordeste Maravilhoso - Viva as Mulheres Rendeiras!

De vez em quando um conto - Os Casais - por Lia Sena

A POESIA FASCINANTE DE ANA MARIA LOPES | PROJETO 8M

Resenha 'afetiva' do livro O VOO DA GUARÁ VERMELHA, de Maria Valéria Rezende

A vendedora de balas - Conto

Resenha do livro juvenil TÃO LONGE... TÃO PERTO, de Silvana de Menezes

UM TRECHO DO LIVRO "NEM TÃO SOZINHOS ASSIM...", DE ANGELA CARNEIRO | Projeto 8M

UniVerso de mulheres 03 Poesia Alemã e Indígena - Três poemas de Márcia Kambeba

Uma crônica de Dalva Maria Soares | "A janta tá pronta?"