MulherArte Resenhas 17 | "O Olho Esquerdo da Lua" de Jade Luísa - Por Antônio Torres

 



O OLHO ESQUERDO DA LUA

(EDITORA PENALUX, 2021) DE JADE LUÍSA


- Por Antônio Torres




Nos tempos que atravessamos, ler “O olho esquerdo da Lua, de Jade Luísa, é pressentir a respiração indômita e libertadora de Lilith, tida como a mulher primeira;

é vislumbrar a autonomia, sensualidade e prazeres no reino de Safo, em Lesbos;

é perceber o esplendor erótico na arte de Maria Tereza Horta e de Lourença Lou;

é sentir a multiplicidade de mulheres, lutas e caminhos que habitam e formam uma mulher, ao ler Mar Becker;

é trilhar uma vereda original entre tudo que já foi dito e o que ainda não se nomeia e se oculta na encastelada hipocrisia.


Já tivemos, nos primórdios, sociedades matriarcais, e a lua foi a primeira divindade do que passou a chamar-se humano. “O olho esquerdo da Lua” chega com essa aura de mistério e luz reveladora

: de delicadezas, como em Gema (tornar-se pétala), Maré VII (asa no murmúrio das ondas) ou El comienzo del sueño (cata-vento enluarado);

: de afirmação e autodescoberta feminina, como em Preâmbulos I e Queda;

: de maturidade, profundeza e beleza, como em Miolo da noite I, Minuto de Vidro, Broto, Sobre o dia em que a lua emudeceu, ou Olho de sucuri;

: de arrepiar os pelos e as almas das pedras, como em Nove instantes e um depois IV e V ou Quero escrever uma carta de amor pra você, amor.


É, eu testemunho que “O olho esquerdo da Lua” ilumina, e muito, como se a poeta Jade Luísa tivesse invocado a lua cheia das noites imemoriais!



Antonio Torres, poeta.









Jade Luísa é potiguar de nascença, paulista de criação e brasiliense de passagem. Estuda Letras na Universidade de Brasília e tem uns pares de poemas publicados em revistas virtuais. Participou da antologia As luas: o amor e suas variações (Lumme, 2020). Além da poesia, também caminha pelo teatro, é atriz e dramaturga do Coletivo de Teatro Enleio/DF.





Comentários

PUBLICAÇÕES MAIS VISITADAS DA SEMANA

Mulher Feminista - 16 Poemas Improvisados - Autoras Diversas

Cinco poemas de Catita | "Minha árvore é baobá rainha da savana"

Dez autoras negras para seguir nas redes | E seus livros incríveis para ler

Nordeste Maravilhoso - Viva as Mulheres Rendeiras!

A Poesia Contundente de Jovina Souza

MulherArte Resenhas 18 | Sobre "Ao pó" de Morgana Kretzman - Por Irka Barrios

Pés Descalços 04 | A visita do papai Noel

Uma Mulher Admirável - Conceição Evaristo

Um trecho de romance de Babi Borghese | "Em nome do papa"