A POESIA DA ILUSTRADORA MÁRCIA CARDEAL | Projeto 8M


fotografia do arquivo pessoal da autora 

8M

Mulheres não apenas em março. 
Mulheres em janeiro, fevereiro, maio.
Mulheres a rodo, sem rodeios nem receios.
Mulheres quem somos, quem queremos.
Mulheres que adoramos.
Mulheres de luta, de luto, de foto, de fato.
Mulheres reais, fantasias, eróticas, utópicas.
Mulheres de verdade, identidade, realidade.
Dias mulheres virão, 
mulheres verão,
pra crer, pra valer!
(Nic Cardeal)

Mulheres ilustradoras também escrevem! Então, conheça a POESIA que se derrama por inteiro nas entrelinhas dos traços da artista plástica MÁRCIA CARDEAL:

ilustração: Márcia Cardea

Canhões na Palestina,
incêndio em Londres,
canção de amor contra a noite,
assustadora noite deste tempo!
Sim!
Canhões na Palestina, 
Camboja, Iraque, Arábia,
África, África,
fome no mundo inteiro
o mundo inteiro em crise
e eu ouço as cigarras no abacateiro.
Me sinto só
como nunca.

(* poema escrito sem data, no 'caderno de anotar motivos n° 02')

-*-

ilustração: Márcia Cardeal 

Passa, viajante,
que a louca está bem guardada agora,
que a luz das dez da noite se apagou
e não há perigo na cidade.

Passa, 
que a lua se escondeu
e teu sapato já pode pisar
essa lama e todo o deserto
sem que a chuva volte.

Passa, viajante,
não te acauteles tanto,
que hoje nós já estamos todos,
de um em um,
compartimentados,
resignados,
no quadro absurdo
que se desenha
sobre o teto da cidade.

(* poema escrito sem data, no 'caderno de anotar motivos n° 02')

-*-

ilustração: Márcia Cardeal 

E então, mesmo não ouvindo mais
os passos ressoando nas escadas,
as asas entre as ramagens,
e os sonhos nossos tão atravessados de luzes, esperanças e inocência, 
eu te vejo
eu te ouço longe 
buscando abrigo no vento que passa
ou nos rios que te inundam
buscando na vida a força maior que qualquer tormenta,
a primeira razão para não fechar os olhos,
quando o sol se põe 
na janela do teu quarto.

(* poema escrito em 06.06.1981, no 'caderno de anotar motivos n° 03')

-*-

ilustração: Márcia Cardeal 

COISAS 

Aqui estamos: nós e as coisas.
- Para que servem as coisas, pai?
As coisas nos têm. 
As coisas nos abotoam ao chão. 
As coisas amansam a manada.

- Para onde vai a manada, pai?
Você não pertence, ele diz,
a língua lambendo misérias que caem,
a língua lambendo a palavra 'coisas', lambendo.

Você não pertence,  ele diz.
Você não pertence.

(* poema publicado na Coletânea 'Elas e as letras', p. 192)

-*-

ilustração: Márcia Cardeal 

ORAÇÃO 

Dá-me 
a alegria da tua raridade.
Todos os dias, claridade,
dá-me.

(* poema publicado na Coletânea 'Elas e as letras', p. 193)

-*-
(*) 8M: 8 de Março = Dia Internacional da Mulher: Projeto 'Homenagem a mulheres escritoras/artistas', iniciado em março/2021, por Nic Cardeal.


fotografia do arquivo pessoal da autora 


MÁRCIA CARDEAL é natural de Brusque/SC, onde reside há muitos anos. Artista plástica, foi professora universitária, e iniciou sua carreira como ilustradora ainda na adolescência. É graduada em Comunicação Visual pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, especialista em Design de Embalagens pela Universidade Federal do Paraná - UFPR, e mestre em Artes Visuais pela Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC. 

Sua pesquisa de mestrado relacionou-se ao estudo e análise de imagens tátil-visuais que ilustram livros de literatura produzidos para crianças cegas, e seu trabalho foi focado na produção de ilustrações em relevo tátil a partir de histórias escritas por Maria Lúcia Batezat Duarte, e que fizeram parte da 'Exposição Mãos para Ver', realizada pelo SESC Santa Catarina, que circulou por diferentes cidades do Estado.

Márcia é poeta das imagens, mas também é poeta de palavras, como a própria já disse uma vez: "finge-se de ilustradora, mas secretamente arrasta uma asa pela poesia"

Livros ilustrados por Márcia Cardeal: 
Verde vale (seu primeiro livro ilustrado, autora: Urda Alice Klueger, 1979); Dança de cabeça (autora: Ines Da Silva Mafra, Fundação Catarinense de Cultura/1981); Poemas-Estórias (autora: Maura de Senna Pereira, Achiamé/1984); Maria Mania (autora: Marta Martins, Loyola/1988); Vovó quer namorar (autora: Maria de Lourdes Krieger, FTD/1990); Pomar de palavras (autor: Alcides Buss, Cuca Fresca/2001); A casa amorosa (autora: Ines da Silva Mafra, Cultura em Movimento/2002); Cachinhos da Zinha (autora: Terezinha Andrade Viecelli, edição da autora/2002); Pequeno gafanhoto biografado (autor: Valdemir Klamt, Escrituras/2002); Florianópolis para conhecer e brincar (autora: Bebel Orofino, Cuca Fresca/2006); Que saudade que dá (autora: Tânia da Costa Minella, 2008); Uma casa sem cor (autora: Zahidé Lupinacci Muzart, Mulheres/2009); É tempo de pão-por-Deus (autora: Eliane Debus, Copyart/2011); A dança das cores (autor: Luís Pimentel, Fundação Dorina Nowill para Cegos/2011); Leonorinha, a menina sardenta (autora: Maria de Lourdes Schmitz, DOM/2012); Princesa Joana (autora: Terezinha A. Viecelli, edição da autora/2012); Rua Âmbar (autora: Eloí Elisabete Bocheco, Formato/2013); Um cavalo para Eduardo (autor: Antonio Carlos Floriano, Escritinha/2013); Vazio tropical (capa do CD do músico: Wado Schlickmann, 2013); O anjo avoado (autora: Suzana Mafra, Nova Letra/2014); O guarda noturno (autora: Zahidé Lupinacci Muzart, Mulheres/2014); Rimas e números (autora: Eloí E. Bocheco, Cuca Fresca/2017); Vento no catavento (autor: Antonio Carlos Floriano); No dorso da palavra (autora: Ligia Savio, Liquidbok/2018); Coletânea Elas e as letras (org. Aldirene Máximo & Jullie Veiga, Versejar/2018); Sede de céu (autora: Nic Cardeal, Penalux/2019); Doce de lua (autor: Valdemir Klamt, Nave/2021); O pai do catavento (autora: Glória Kirinus, Aletria/2021); entre outros.



Comentários

PUBLICAÇÕES MAIS VISITADAS DA SEMANA

Mulher Feminista - 16 Poemas Improvisados - Autoras Diversas

De vez em quando um conto - Os Casais - por Lia Sena

Nordeste Maravilhoso - Viva as Mulheres Rendeiras!

UM TRECHO DO LIVRO "NEM TÃO SOZINHOS ASSIM...", DE ANGELA CARNEIRO | Projeto 8M

A Poesia Contundente de Jovina Souza

Cinco poemas de Catita | "Minha árvore é baobá rainha da savana"

Resenha 'afetiva' do livro O VOO DA GUARÁ VERMELHA, de Maria Valéria Rezende

Minha Lavra do teu Livro 10 | "DE MEMÓRIAS NOS FAZEMOS", de VIOLANTE SARAMAGO MATOS, por Nic Cardeal

A INCRÍVEL POESIA DE ESTHER ALCÂNTARA | Projeto 8M

A Poesia grandiosa de Rita Santana - seis poemas