Preta em Traje Branco | Giro Noroeste de Valéria Mendonça


Coluna 27

Fonte aentrudeiranaescola.blogspot.com


Giro Noroeste de Valéria Mendonça

Em tempos de pandemia

O que fazer em casa sem companhia?

Talvez arrumar os armários?

Limpar em cima da geladeira?

Jogar as tuppeware sem tampa fora?


Tirar o pó dos livros

Talvez até ler aquele romance

Que você comprou a mais de uma década

E ainda não teve tempo de ler

Andar pelo o quintal

Mexer naquele vaso

Plantar uma rosa


Lavar os cabelos , depilar as pernas

Pintar as unhas...ufa

Tudo isso sem culpa

Sem pressa

Parar na janela olhar a lua


Olhar no espelho

E ter orgulho do que está vendo

Pois a mudança

Vem de dentro

 

**************************


O mais difícil desse

Distanciamento social

E saber que não terá

COLETIVO NÓS DA VIELA


Crianças correndo

Nem som montado no quintal

No SAMBA DO CONGO

não terá

ENCONTRO DE COMPOSITORES

onde celebramos juntos dos amigos

Com sambas autorais e muitos sorrisos


Nem LUZ NASCIMENTO

preparando a feijoada

Enquanto rola a batucada

Meus Deus mais que sufoco

Não terá SARAU DA BRASA

onde encontramos consolo

Para a nossa alma


Nem os tambores

Do JONGO DO CORETO

com nossos pés no terreiro

Que energia boa

Contagia o corpo inteiro


Meu Deus quanto lamento

Pois somos resistência

Juntos, porém separados

Somos mais um ELO DA CORRENTE

outra vez FIRMEZA PERMANENTE

MESTRE SORÓ

Presente! 


Valéria Mendonça, Mãe, mulher, filha. Trabalha na área da saúde - é técnica em necropsia - é cuidadora de idosos e no meio a pandemia se descobriu poeta. Traz o viço da leitura e o desejo de que as mulheres alcancem os lugares de prestígio e liderança.




 

Comentários

PUBLICAÇÕES MAIS VISITADAS DA SEMANA

Mulher Feminista - 16 Poemas Improvisados - Autoras Diversas

Nordeste Maravilhoso - Viva as Mulheres Rendeiras!

Preta em Traje Branco | Um passeio no Atelier de Lelé Gomes

A POESIA DE LIGIA SAVIO - por Nic Cardeal

Divina Leitura | Temporada de infantojuvenis em Mato Grosso

Resenha 'afetiva' do livro O VOO DA GUARÁ VERMELHA, de Maria Valéria Rezende

Para não dizer que não falei dos cravos | Cinco poemas de Luiz Claudio Tonchis

Prosa Poética | Parece Mentira, por Jeane Tertuliano

Cinco Poemas de Rejane Aquino

Resenha do livro juvenil TÃO LONGE... TÃO PERTO, de Silvana de Menezes