Nossas Velhas Sábias

 


Hoje, dia 08 de março, dia Internacional da Mulher venho trazer para vocês mais um belíssimo projeto idealizado e o organizado por uma mulher, estou falando da coletânea de contos “Velhas Sábias”. Trago isso hoje porque essa obra contém dentro de si não apenas histórias das mulheres mais antigas como, também, faz uma retomada das mulheres mais jovens olhando para as suas e reconhecendo sua origem, e as outras mulheres que vieram antes delas.

Portanto, é muito propício falar dessa ideia em um dia como hoje, que traz consigo a representação da luta da mulher, logo quando uma de nós se propõe a chamar outras irmãs para olharem para si e para as que nos antecederam, estas estão continuando essa luta pelo nosso lugar na sociedade e no mundo.

Esta coletânea foi pensada e está sendo desenvolvida por Fátima Soares, que é uma escritora pernambucana, ativista, livreira, possui um sebo chamado Livro Aberto. E tem publicado quatro livros solos, além de ter participado de várias coletâneas. Conversando com Fátima sobre a coletânea Velhas Sábias, ela me disse que:


Um dos objetivos do Sebo é o incentivo a escrita, partindo da crença que toda pessoa tem histórias para contar. Muita gente sonha publicar, escreve guarda na gaveta. Em dezembro de 2019 fiz uma oficina de escrita com mulheres no Morro da Conceição. Nesta atividade apareceram algumas narrativas sobre as avós. No final da oficina surgiu o desejo de dar continuidade a essas narrativas, e organizar um livro coletivo. Fizemos algumas reuniões em janeiro e fevereiro de 2020, e fomos dando uma forma ao projeto. Aí veio a pandemia e paramos tudo por nove meses. Em dezembro surgiu a proposta de parceria com Editora IPANEC. Então abrimos o edital para outras mulheres.

.

É um processo bem intenso e prazeroso, de muito aprendizado. Divulgamos nas redes sociais e tivemos uma resposta muito boa e rápida. Descobrimos que muitas escritoras já tinham o desejo de escrever sobre suas ancestrais. Algumas já tinham textos prontos só aguardando a oportunidade para publicar. Outras pela primeira vez vislumbraram a oportunidade de publicar”.


A escrita feminina está passando por um momento de luta, de resistência, onde várias mulheres estão se juntando para mostrar o que ficou guardado por tantos anos. Silenciada a palavra, a história, a arte e a intelectualidade da mulher, e propostas como essa das Velhas Sábias vem a corroborar com a sororidade, com o enfrentamento em prol demostrar o que nós, mulheres, produzimos de literatura. E como diz Fátima, trazer “histórias de mulheres fortes e sábias, que enfrentando contextos sociais muitos duros foram capazes de alcançar longevidade, exemplos de resistência”.

Portanto, devemos celebrar e prestigiar ações como essa.

A coletânea está prevista para ser lançada em 09 de maio de 2021, sairá pela editora do IPANEC – Instituto Pan-Americano de Educação Ciências e Cultura. Tendo lançamento virtual devido às condições de saúde do país. E é composta por contos de vinte e oito autoras, agregando outras mulheres que entraram com apresentação, capa, revisão. É uma obra feita por mulheres para pensar as nossas Velhas Sábias.





Comentários

PUBLICAÇÕES MAIS VISITADAS DA SEMANA

Mulher Feminista - 16 Poemas Improvisados - Autoras Diversas

Prosa Poética | Impiedosa Realidade, por Jeane Tertuliano

Especial Literatura | Vinte autoras de/em Cuiabá

Cinco poemas de Marta Valéria Aires F. Rosa | "Respiro lentamente o prazer da criação"

Três poemas e um conto de TAİ | "DIAMANTEMENTE NO CÉU"

Uma crônica de Dalva Maria Soares | "A janta tá pronta?"

Um conto de Evelise Pimenta | "Foi num sábado qualquer..."

Preta em Traje Branco | A autoestima concebida de Arleide Nascimento

Preta em Traje Branco | Trinca de Versos de Valéria Mendonça

Resenha do livro infantojuvenil de poemas, POEMEAR DE PERNAS PRO AR, de Adriana Barretta Almeida