Coluna I Era uma vez 3 - A magia da literatura infantil de Edith Lacerda




"Hoje, quando olho o mar e minha vista se perde
nos longes do horizonte, eu a imagino nadando
além da rebentação, cantando para o céu
forrado de estrelas. E penso que o mar com seus
mistérios deve protegê-la. E acho que assim está bem.


Ter uma filha sereia... pode ser mesmo encantador!


E se isso é seu maior desejo
e a faz tão feliz, por que não?"


Esse é um trecho do livro Sereia em Segredo, da escritora Edith Lacerda.


Edith Lacerda é mediadora de leitura, contadora de histórias, professora e escritora. Apaixonada por leitura e por crianças desde sempre. O interesse pela literatura para a infância foi uma consequência natural. Escrever faz parte da leitora que se encanta com a palavra. Alunos são fonte de inspiração. Trabalhar em biblioteca de escola é estímulo permanente para o processo de escrita.
Livros publicados para público infantil e juvenil (Escrita Fina Edições do Grupo Editorial Zit)
- Sereia em Segredo, dedicado à sua filha Dora
- O Castelo ao Lado, narra a infância na casa da avó brincando com os primos
Os livros podem ser adquiridos pelo site da editora https://grupoeditorialzit.com.br/

Projetos:

- Lançamento de livro para crianças bem miúdas em 2021, pela Zit Editora
- Atualmente, em parceria com a escritora e psicanalista Ninfa Parreiras – ambas integram a equipe da Biblioteca do Centro Educacional Anísio Teixeira, no Rio de Janeiro - faz lives semanais pelo Instagram no perfil @flist_ceat com recomendação de livros e bate-papo sobre autores; a cada semana, um tema é escolhido.
- Coordena o Clube Tranças de Leituras, com encontros semanais (agora virtuais)


@edithlacerda

edith.lacerda@gmail.com



Comentários

PUBLICAÇÕES MAIS VISITADAS DA SEMANA

A terapia da palavra em quatro poemas da jovem escritora Maria Luiza Brasil

PodPapo 09 - entrevista com a escritora, editora e coordenadora do Focus Brasil NY Nereide Santa Rosa

A beleza no humanismo e na denúncia da poesia de Edir Pina de Barros

Um conto de Marithê Azevedo | "Céu Escuro"

Cinco poemas de Eva Potiguar | Uma poética de raízes imersas

Divina Leitura | As multiplicidades de "Santuário" de Maya Falks

Quatro poemas de Helenice Faria | Uma poética da resistência

Três poemas de Dayane Soares | Uma poética do tempo e da ancestralidade

Um miniconto de Silviane Ramos | "De que cor ficou?"

Seis poemas de Mara Senna | Ponta de estrela