Coluna I Era uma vez 1 - A literatura infantil



A LITERATURA INFANTIL

Meu contato com o mundo mágico da literatura se deu bem cedo, nem era alfabetizada ainda e minha mãe já contava histórias de diversos livros. Lembro-me de um livro “Tesouro para crianças” que continha diversos contos além de uma coleção de livros de capa dura nos quais os contos de fadas davam asas à imaginação. As minhas avós também gostavam de contar histórias, muitas vezes inventadas por elas ou sobre alguma lenda antiga, tudo oralmente, o que me deixava ainda mais fascinada. Durante toda minha infância tive contato com livros, já que minha mãe era professora primária e exigia leituras diárias. Com todo esse incentivo, é natural que eu tenha me tornado uma leitora assídua.
Infelizmente essa não é a realidade de muitas crianças. Grande parte não tem acesso aos livros em casa e só vão se familiarizar com a literatura quando vão para a escola, a qual muitas vezes não dá conta desse letramento literário por diversos motivos que não cabem citar nesse texto. O resultado disso está estampado em diversas pesquisas nacionais e internacionais que apontam que o brasileiro lê muito pouco.
A literatura é de fundamental importância para a formação do ser humano, como já afirmava Antônio Cândido, a literatura é um direito básico que não pode ser negado. Quando se trata da literatura na infância isso se torna cada vez mais claro. Ler e contar histórias para crianças faz com que elas suscitem o imaginário, conheçam novos lugares, busquem soluções para resolver problemas, além de sentir diversas emoções. “É através duma história que se podem descobrir outros lugares, outros tempos, outros jeitos de agir e de ser, outra ética, outra ótica” (ABRAMOVICH,1989, p. 17).
A produção de literatura infantil no Brasil tem crescido bastante nas últimas décadas. Além dos escritores e escritoras já consagrados, como Ana Maria Machado, Ruth Rocha e Ziraldo, há um crescimento considerável de novos escritores, principalmente escritoras, voltados ao mundo da criança. O objetivo dessa coluna intitulada “Era uma vez” é divulgar as escritoras contemporâneas, mostrar os belos trabalhos de escrita e ilustração que elas vêm desenvolvendo e que, muitas vezes, são pouco conhecidos.
Sejam bem-vindas ao universo da literatura infantil!


                                                        



Comentários

Postar um comentário

PUBLICAÇÕES MAIS VISITADAS DA SEMANA

Um conto de Maria Amélia Elói | "Fécula"

Cinco poemas de Claudia Miranda Franco | "Moenda"

Sete poemas de Rozana Gastaldi Cominal | "Aos protagonistas da cultura viva"

Preta em Traje Branco | Pequenas Prosas Poéticas de Susana Malu Cordoba

PONTE-AR: literatura preta em dia(logo) | Na moda - Catita

Preta em Traje Branco | Reminiscências - uma resenha poética de Mada Scavassa

A poesia tocante de Wanda Monteiro

Preta em Traje Branco | Ana Paula de Oya em Tríade de Versos

Divina Leitura | Retrospectiva de 2020

Coluna 01 - In-Confidências - Apresentação, por Adriana Mayrinck