Preta em Traje Branco | Carta para as Paulas, Jamals, Enzos, Lohaines, Samuels de Joyce Dias

 


Coluna 9


Carta para as Paulas, Jamals, Enzos, Lohaines, Samuels, que encontro todos os dias no exercício da função e na vida.

Tem os boletos, os Crushes, a faxina, a vontade de dormir mais.

Mas, sabe o que mais tem, Paula, Jamal, Enzo, Lohaine, Samuel? 

Tem os amores que dão certo, aqueles que fazem a gente sentir borboletas no estômago, que mesmo longe, trazem felicidade. Pode não durar para sempre, mas sempre haverá outro amor. Tem felicidade do boleto pago, aquela sensação de sonho realizado, de poder ter coisas que conquistou junto com alguém ou sozinho. Tem a sensação maravilhosa da louça lavada e da casa limpa, talvez, coisa de virginiano, restem a liberdade... Ahhh, a liberdade de ir e vir, de ser quem você quiser ser e o que você quiser. Tem seus amigos, você. 

Vai fazer algumas amizades que passarão e tá tudo bem, mas terá aquelas que irão durar para sempre, mesmo longe. Tem sua família, que pode aumentar, ou não, você pode ter/adotar filhos, ou ser tia/o de alguém super legal e tá tudo certo. 

Você pode se casar ou ficar solteira/o e ser tri feliz de uma forma ou de outra. Seus pais serão seus amigos, às vezes, não rola, mas tá tudo certo também. Você poderá ter cachorros, gatos, porquinhos ou não. 

Você vai ter uma família do coração, sabe, aquela que tu escolher. Pode ser a galera da sua religião, pode ser o pessoal da facul, o pessoal que você se uniu para tentar mudar o mundo, ou seus amigos de infância mesmo.

Você pode escolher sua crença, não ter nenhuma, ou várias. Você pode ir para a faculdade, ou não ir, você quem sabe. 

Você vai poder ir ao cinema, viajar, dançar só ou acompanhada/o, as duas formas são válidas e boas pra caramba.

É, Paula, Jamal, Enzo, Lohaine, Samuel...vai dormir... crescer pode ser bem legal, depende de como a gente lida com isso. Além do mais, dormir faz bem para a pele, deixa a gente disposto, para brincar mais, alinha os chakras, a gente sonha... 

Ah, os sonhos... depois acorda e vive mais coisas legais. Beijos de alguém que dormiu bastante quando criança, não à toa era chamada de Zé Colmeia pelos amigos. 

E tá felizona agora, porque dorme e acorda sabendo que virão coisas novas e transformadoras.




Joyce Suellen Dias, mulher preta, de Axé, Diretora escolar, Especialista em Educação para a diversidade, Mestre em linguística Aplicada, Palestrante em estudos étnico raciais e educação antirracista.

Instagram @escrevivenciasofjoy 

Textos e frase:  @joycesuell

Arte: @lelegomes.sp





Comentários

  1. Obrigada, minha lindeza por toda essa potência e dororidade! Tamo juntão!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

PUBLICAÇÕES MAIS VISITADAS DA SEMANA

Mulher Feminista - 16 Poemas Improvisados - Autoras Diversas

Prosa Poética | Impiedosa Realidade, por Jeane Tertuliano

Poema | Sequela do Amor, por Jeane Tertuliano

Especial Literatura | Vinte autoras de/em Cuiabá

Prosa Poética | Infortúnios Nocivos, por Jeane Tertuliano

Uma crônica de Dalva Maria Soares | "A janta tá pronta?"

coluna 02- Nas trilhas Femininas do Cordel

Preta em Traje Branco | A autoestima concebida de Arleide Nascimento

Preta em Traje Branco | Trinca de Versos de Valéria Mendonça

Nordeste Maravilhoso - Viva as Mulheres Rendeiras!