Dê-me um tema que eu lhe dou um poema - Chris Herrmann

arte digital: chris herrmann


Dezesseis Poemas de Improvisos & Arquivos
por Chris Herrmann

Um pequeno desafio proposto há três dias terminou com um saldo muito positivo. Eu pedi a amigas e amigos virtuais que me trouxessem temas e eu lhes daria um poema, de improviso ou de meu arquivo.

Este é mais um pequeno projeto nesta linha que deu certo. Faremos muitos outros. Aguardem.

Eis o resultado:


꧁1꧂ Ana Cecília Romeu propôs QUARENTENA 

Chorei na quarentena
[ Chris Herrmann ]

hoje, pela primeira vez,
chorei na quarentena
não foi um choro programado
foi algo além dos poros
além do que eu esperava

a terra dá mil voltas
mas para no meu peito
um leito, um silêncio
de choros solitários

antes chorava abafado
entre risos de ironia
tristezas acumuladas
solidões noticiadas
de gente que não conheço

a morte é uma estrada
sem saída
um beco desconhecido
uma lágrima esnobada
por mil cretinos tecnocratas
insensíveis babacas!



꧁2꧂ Viviane Santos Cendon propôs CAPITALISMO 

Capitalismo
[ Chris Herrmann ]

ser esquerdista é como
ser abolicionista
em pleno capitalismo



꧁3꧂ Vania Gondim propôs COLONIALISMO  

Colonialismo
[ Chris Herrmann ]

é tanto retrocesso
que se continuar assim,
o Brasil precisará ser redescoberto pelos
portugueses!

(escravos, já somos)



꧁4꧂ Mara Magaña propôs DESMEMÓRIAS 

Túnel
[ Chris Herrmann ]

cavei túneis para sobreviver
aos descaminhos

dancei futuros para sapatear
sobre as desmemórias

inventei órbitas para reconciliar
minhas luas no fim do último
túnel



꧁5꧂ Virginia Finzetto propôs HORIZONTE

Caos do porto
[ Chris Herrmann ]

já fomos a ilha
cercada de lágrimas
por todos os barcos

já fomos o barco
desgovernado por remos
empenados

já fomos o remo
substituído por âncoras
enferrujadas

já fomos a âncora
emperrada no vazio
profundo

hoje somos o cais
atracado no silêncio
do horizonte sol


꧁6꧂ Elisa Campos propôs COVID 19

Covid 19
[ Chris Herrmann ]

não me convide
para carreatas
do covard 17

não é só
por altruísmo

quero distância
do vírus
do fanatismo
e do verme
psicopata



꧁7꧂ Gisella Rocha de Rezende propôs SAUDADE

Saudade
[ Chris Herrmann ]

Quando tu flores
minha saudade
girassol
e meu peito
jasmim.



꧁8꧂ Vania Gondim propôs GAIOLA

Os Sem-Terra
[ Chris Herrmann ]

o escravo não sabe
que é escravo
porque já nasceu
escravo

seus pais seus irmãos
seus amigos seus inimigos
seu chefe seus vizinhos
são escravos

a gaiola de milhões
de dependências e janelas
decoradas elegantemente
cínicas cívicas céticas
dos sem-Terra

é cercada de celas de velas
de favelas prenhas repletas
cheias de escravos

o ouro dos tolos dos cegos
as gaiolas de pedras preciosas
as gemas bem nascidas ricas
não mudam o fato o falo a foto
de que todos eles também
são escravos

só a fala a garra o grito
a solidariedade a arte a luta
a engenhosidade do amor
entre os escravos
sem classe sem cor sem dor
poderão talvez um dia
um ano luz de um sonho
libertá-los



꧁9꧂ Andrea Lucia Guarçoni propôs NEVE

A neve da noite
[ Chris Herrmann ]

um banquinho
para subir aos céus
e um tijolo
para reconstruir
o mundo

ah, humanidade,
se não fosse
o teu gelo...



꧁10꧂ Claudia Manzolillo propôs LIMITES

#haicai
[ Chris Herrmann ]

Atravessa a gôndola
os limites do desejo.
A bela Veneza...



꧁11꧂ Juba Lanzarini propôs PEIXE

Carpa nós!
[ Chris Herrmann ]

baiacú
não quer mais saber
do traíra nem pintado
de dourado

um diz que o outro
queria robalo!

essa história deu
o maior linguado

dizem que o traíra
mandou o  baiacú
(vejam só) tomar
... no rabo!

o peixe fedeu
mas não se rendeu
à isca do outro

sacudiu o rabo
e lançou seu olhar
de peixe morto



꧁12꧂ Elizabeth Ihara Fukuda propôs RENASCER

Dízimo
[ Chris Herrmann ]

troco meu lugar no céu
por um inferno mais justo
pago o custo que for de viver
de matar ou morrer de rir
de renascer mil vezes
me comover com o arco-íris

sonhar com um tempo melhor
um evento, um lugar, um amar
um dia que amanheça o templo
que há dentro de nós

onde haja mais carne
mais feijão, pratos cheios
que não dependam de pratas
nem das patas dos putos
da política corrupta

[que a fome seja só de poesia]

onde haja menos facas afiadas
menos nós no pescoço
nos espelhos
mais braços que abraçam
mãos que afagam
pele arrepiada

onde os dízimos
sejam beijos de amor
onde a finada maldade
nunca mais seja gratuita
e que seja mais rumo
que rima perdida

[a tão sonhada utopia]



꧁13꧂ Margot Lima propôs AMANTES

Superlua
[ Chris Herrmann ]

se essa lua
se essa lua
fosse minha

eu mandava
eu mandava
ela brilhar

co'estrelinhas
co'estrelinhas
de amantes

para o meu
para o meu
amor gozar



꧁14꧂ Henrique Dias propôs ARTE

Arte
[ Chris Herrmann ]

tudo
ou nada?

uma
fantasia
psicobélica

um efeito
da bucha
do canhão

da bala soft
da criança
que fomos
somos
sumimos

uma explosão
na implosão
que derrama
poesia



꧁15꧂ Ive M. Soares propôs SEM SEGREDOS

Tsunami
sem segredos
[ Chris Herrmann ]

aprendi a temer
as calmarias

ao mesmo tempo
que as desejei

: elas guardam segredos
das águas recuadas



꧁16꧂ Maria Elizabeth Candio propôs RESISTÊNCIA 

Resistência
[ Chris Herrmann ]

a arte é s/obra
da nossa resistência
pela vida

Comentários

  1. Amei! Poesia que salva e arte digital linda! Bravo, Chris!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Feliz com sua visita, leitura e observação sensível, Cecília. Obrigada. 🤍

      Excluir
  2. Uau! Arrasou nos poemas e na arte. Gostei muito!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

PUBLICAÇÕES MAIS VISITADAS DA SEMANA

Machismo estrutural | Quando a imprensa também exclui as mulheres

Uma resenha de Marta Cocco | "Uma Diva na passarela estreita do Jabuti"

Um poema de Mar Becker | "à parte do reino"

Uma série pictórica de Neide Silva | Flores do Cerrado

Cinco poemas de Tatiane Silva Santos | "No sonho"

Yedda Maria Teixeira | o prêmio da arte de amar

De Prosa & Arte| Nosso Corpo não é Bagunça!

IX Tertúlia Virtual | Vozes e Olhares de uma Poética do Feminino

Um conto de Ciça Ribeiro | "O doce bombom"

A poética que roça os sentidos | Banquete poético