Lílian Almeida - Poemas do livro Pulsares


Óleo sobre tela por Luciane Valença

Crisálida

Grávida do ser que me habita
vou parir a mim mesma.
Outra.

Quando a lua anunciar negruras
já serei o que sou.

Mariposas cintilam lilases
voos e auroras.

Luciane Valença

Fênix

Para Rita Santana

No chão, os meus restantes.
Estatelei-me no voo.
Esfacelada, a altura era o solo.
Uma asa esmagada
um pé quebrado
os olhos parados
o tronco desconjuntado.
Restantes em fragmento do que te dei inteiro.

Recolhi as partes.
Lavei com lágrimas
sequei com rotos sorrisos.
Secreto unguentos de sangue e muco
e cicatrizo os cortes.
Suturo as dores com o preto fio dos meus cabelos
para deixar marcado, no corpo da fênix,
a porção mulher que há em mim.





Cio

A fêmea exala
o cheiro rubro
da vida

***

Céu
A areia luzia no firmamento
dos corpos nus.

***

De cor

na cidade alba
os olhos brilham retinas cegas.

entre alvos passos
e braços
o invisível caminha.



Jenner Augusto - Lavadeiras do Abaeté

Abaeté

A água escorre dos olhos
sobre a face escura.

A água escorre das roupas
dentro das mãos negras.

Escorre dos olhos
das mãos da mulher
a dor dos dias.

A água escura da lagoa
lava as roupas
e a alma.


Portinari - A alma, o povo e a vida brasileira



Tuaregue

Tempestade de areia
açoita a alma
em desafio.

O sentido de seguir
inalienável
à revelia de qualquer intempérie.

Viver é deserto.


Lílian Almeida
Nota biográfica - Baiana de Salvador, Lílian Almeida é Professora Adjunta na Universidade do Estado da Bahia e doutora em Teoria da Literatura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Integra os portais e plataformas literários: Oxe: portal da literatura baiana contemporânea, Mulheres escritoras negras da Bahia, Mapa da palavra. Participa de Além dos quartos: coletânea erótica negra Louva Deusas, CartoGRAFIAS (Funceb) e Profundanças 2: antologia literária e fotográfica. Participou do XXIV Encuentro Nacional e Internacional de Mujeres Poetas (Cereté – Colômbia/ 2017). Publicou Todas as cartas de amor (ficção) em 2014, pela Editora Quarteto. Venceu o prêmio Edital Caramurê de Literatura 2019 com o livro Pulsares.


Comentários

Postar um comentário

PUBLICAÇÕES MAIS VISITADAS DA SEMANA

Era uma vez 11 I Literatura infantil inclusiva da brasiliense Alessandra Alexandria

Divina Leitura | O mito da beleza por Naomi Wolf e suas consequências para a vida das mulheres contemporâneas

Cinco poemas de Angela Dondoni | "Transmutar"

Tertúlia Virtual | uma ideia genial de Marta Cortezão

Tertúlias Virtuais | Poesia: a Arte do Encontro

Resenha do livro infantojuvenil A ÚLTIMA FOLHA, de Adriana Barretta Almeida

Cinco poemas de Eva Potiguar | Uma poética de raízes imersas

Um conto de Carmen Moreno | "Dora"

De Prosa & Arte | Cumpleaños

Dois contos de Flávia Helena | "Amor não se joga fora" e "Terra Seca"