Um passeio poético com Helena da Rosa - Cinco poemas


"Romance" -Luciane Valença

QUANDO NASCE O POEMA

Dão-se as linhas
às mãos, os poemas:
um vício
Sôfregos lábios
palavras a dizerem-se
mistérios
Damo-nos à perdição
e o amor é esse
poema urgente sempre
querendo nascer.

"Amor não é palavra" - Luciane Valença


DE AMORES E GIRASSÓIS

Em algum lugar
dormia o Tempo:
sangrava no olhar
o peso das penas
Giraram sóis:
olhares e palavras
alinharam-se no
horizonte
Pétala a pétala
Palavra a palavra
sob asas leves
aninhou-se
o poema
Girando-nos
dentro o súbito
desejo de voar
ao sol.

"Reconstrução" - Luciane Valença
TEMPLO

Alma e mãos
feridas (a)dentro
o Templo sagrado
de mim
Procuro em cada
prece o motivo:
o início
o meio
o fim (?)
Mãos e alma
(ex) postas
rezo a vida.

POESIA

Atravessa-me assim a Palavra:
ave migratória em busca
do melhor Tempo
do melhor caminho
tornando sondáveis
os Mistérios desse
outro que me
habita
Puro espanto de ouvir a voz
que pulsa no mundo e grita
a esperança de carregar sob a
pena, a chave que abrirá a
porta onde estão as
Palavras que aguardam
reinvenção.

"Noite de Ícaro" - Luciane Valença
ANJOS

Passam por nós como
rastro de estrela
batendo asas invisíveis
e espalhando fé, coragem
e amor
Num passe de mágica
(difícil entender o truque)
retornam ao céu e das nuvens
ouvimos seu riso quando os
chamamos pra brincar.

Helena da Rosa nasceu em Canoas/RS. Cursou a faculdade de Serviço Social. Escritora, poeta e ativista cultural, participou de várias coletâneas e antologias e possui algumas premiações em concursos literários. Parceira voluntária junto à biblioteca da EMEF. General Osório de Canoas/RS, angaria livros e organiza saraus para alunos e professores. Curadora da Biblioteca Pública de Canoas, também faz parte de um projeto do micro crédito da Secretaria Municipal de Saúde, onde faz parte de um vocal que leva música e poesia aos internos de asilos públicos e particulares. Atualmente aguarda publicação de seu primeiro livro de poesia.







Comentários

Postar um comentário

PUBLICAÇÕES MAIS VISITADAS DA SEMANA

Mulher Feminista - 16 Poemas Improvisados - Autoras Diversas

Cinco poemas de Jacinaila Louriana Ferreira | "a voz que insiste em gritar"

Poemia 01 | Tempo - por Chris Herrmann

Elas me fazem de gata e alpercata | Desfile de meowdas 1 - Publicação coletiva

Coluna 04 | Mulherio das Letras na Lua - JAMMY SAID (Brasil)

Especial Arte | Yara Tupynambá

Coluna 11| Fala aí... Evinha Eugênia Andrade (Brasil)

Coluna 09| Fala aí... Liège de Melo (Brasil)

Preta em Traje Branco | Dois Versos Vibrantes de Oyá

Coluna 03 | Mulherio das Letras na Lua - CECÍLIA DIAS GOMES (Portugal)