Caderno de Arte 01 | O Iluminismo Contemporâneo, por Lu Valença

| Caderno de Arte - 01 |


O Iluminismo Contemporâneo

por Luciane Valença

A identidade é uma característica fundamental da experiência humana, pois possibilita ao ser humano a sua constituição como sujeito no mundo social. A arte nos convida a refletir sobre a forma como nos enxergamos e a aceitação do outro independente de status social, livre de imposições e estereótipos. Aceita múltiplos discursos sobre a universalidade das relações, identidades e diversidade na cultura da sociedade atual. O reconhecimento e a valorização dos sujeitos, a promoção da igualdade  e do respeito à diversidade  são imprescindíveis para a concretização de uma sociedade mais justa. O artista contribui para a desconstrução e desnaturalização de preconceitos, afirmando que todos nós temos direito às diferentes possibilidades de expressão e vivência.

Ao fim de toda pandemia, a humanidade fez um movimento natural de valorização das várias expressões da arte. A corrente começa a correr em sentido inverso, buscando a interiorização e a valorização do ser. Experimentamos no último século uma corrida desenfreada pelo ter, deixamos de lado atividades que edificam a singularidade humana, como a criação através da sensibilidade. 

Minha estréia nesta Revista que muito admiro, vem com uma mensagem de esperança, de que estamos prestes a viver mais uma vez a era do Iluminismo. De certo modo, com outras ferramentas, que promovem a globalização e democratização da arte, como parte essencial  na manutenção da sanidade e da nossa sobrevivência. 

Mantenha-se firme. Vai passar.

Paz e Arte!



Comentários

  1. Parabéns pela lindíssima estreia da sua nova Coluna, Lu. Amei! 🤍

    ResponderExcluir
  2. Vejo tantas cores e luzes nas entrelinhas... que só é posso sorrir !! Obrigado Lu, fã na cola.

    ResponderExcluir
  3. O mundo precisa de mais arte, Ser, leveza e delicadeza! Continue colorindo as nossas vidas com seu talento!! Bjs.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

PUBLICAÇÕES MAIS VISITADAS DA SEMANA

Machismo estrutural | Quando a imprensa também exclui as mulheres

Uma resenha de Marta Cocco | "Uma Diva na passarela estreita do Jabuti"

Um poema de Mar Becker | "à parte do reino"

Uma série pictórica de Neide Silva | Flores do Cerrado

Yedda Maria Teixeira | o prêmio da arte de amar

A poética que roça os sentidos | Banquete poético

Cinco poemas de Tatiane Silva Santos | "No sonho"

Era uma vez 11 I Literatura infantil inclusiva da brasiliense Alessandra Alexandria

De Prosa & Arte| Nosso Corpo não é Bagunça!

IX Tertúlia Virtual | Vozes e Olhares de uma Poética do Feminino