Mulher de Palavra 01 - Agora é que são elas


Mulher de Palavra 01 - coluna de entrevistas literárias

Agora é que são elas
por Maya Falks

Sempre que surge uma nova iniciativa de valorização literária, eu vibro. Quando eu sou convidada pra fazer parte de uma, eu pareço uma criança na frente de uma árvore de natal cheia de presentes ou eu mesma em uma livraria; a empolgação vem à pele, a vontade de fazer um trabalho lindo cresce descontroladamente.

Buenas, cá estou eu chegando com os dois pés na porta. A ideia da coluna é trazer sempre a voz e o conhecimento de mulheres das letras, porque nada é mais importante no nosso crescimento pessoal e profissional do que aprender com quem já sabe.

Não sei bem como a coisa vai andar daqui pra frente, mas sei como eu quero conduzir, porque essa revista é linda e merece que eu faça algo igualmente lindo.

Eu sou Maya Falks, jornalista, escritora, resenhista e idealizadora do blog Bibliofilia Cotidiana, que apoia e é parceiro dessa revista linda a qual integro agora. Todas juntas pela literatura, contra toda forma de opressão e pela libertação dos povos através da arte. Bem-vindas ao meu espaço de epifanias e entrevistas. Aqui você também está em casa.



Maya Falks é gaúcha, graduada em publicidade, jornalismo e estudante de letras, dona e resenhista do projeto Bibliofilia Cotidiana e autora de 4 livros publicados, um no prelo e outro aprovado previsto para o ano que vem, no primeiro ano pós-apocalipse.

Comentários

  1. Que apresentação bonita, Maya! Estamos muito felizes por tê-la agora também fazendo parte do nosso coletivo. Parabéns e boa sorte com sua nova coluna. 🤍

    ResponderExcluir

Postar um comentário

PUBLICAÇÕES MAIS VISITADAS DA SEMANA

Mulher Feminista - 16 Poemas Improvisados - Autoras Diversas

Nordeste Maravilhoso - Viva as Mulheres Rendeiras!

Resenha 'afetiva' do livro O VOO DA GUARÁ VERMELHA, de Maria Valéria Rezende

TRÊS POEMAS DE ISABEL FURINI

A POESIA DE WANDA MONTEIRO | por Nic Cardeal

Um Conto inédito de Sandra Godinho

UM POEMA DE MARIA DOS NAVEGANTES QUEIROZ

Cinco poemas de Catita | "Minha árvore é baobá rainha da savana"

REFLEXÃO SOBRE O LIVRO E A LITERATURA NO DIA MUNDIAL DO LIVRO | VANESSA RATTON

Cinco poemas de Eva Potiguar | Uma poética de raízes imersas