A excelência na dança - Melli Sarina e a Tribal Fusion

Foto: Melli Sarina em performance - arquivo pessoal

A Dança do Ventre (Tribal Fusion) de Melli Sarina
por Chris Herrmann

Melli Sarina Baumeister é alemã, residente em Augsburg, na Alemanha. Viaja para os Estados Unidos regularmente para aprender a técnica de Dança do Ventre Tribal Fusion diretamente da fonte. Ela completou seu treinamento de danças de nível 2 com Zoe Jakes em 2017 em São Francisco. Completou com sucesso e já participou duas vezes do Tribal Massive Program para dançarinos profissionais em Las Vegas. Seu objetivo é encontrar os caminhos de treinamento mais eficazes para técnicas precisas de dança e movimentos fluidos e ser capaz de oferecer aos alunos a melhor base de treinamento possível. Atualmente, é palestrante de oficina em uma turnê pela Europa e administra seu próprio estúdio de dança More Moves Studio em Augsburg.

Assista os vídeos abaixo, onde é possível perceber e constatar a excelência da sua técnica e graça durante a performance. Melli Sarina encanta a todos por onde se apresenta com profissionalismo, elegância e sensualidade. Eu mesma tive a felicidade e o privilégio de assisti-la em uma apresentação ao vivo aqui na Alemanha em 2018, durante o evento em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. A brasileira Alexandra Magalhães Zeiner organiza e realiza todos os anos no mês de Março este evento espetacular em Augsburg.









Comentários

Postar um comentário

PUBLICAÇÕES MAIS VISITADAS DA SEMANA

Mulher Feminista - 16 Poemas Improvisados - Autoras Diversas

Nordeste Maravilhoso - Viva as Mulheres Rendeiras!

Quatro poemas de Ana Dos Santos | "Retorno ao Atlântico Negro"

Poema | Nunca Mais, por Jeane Tertuliano

Lançamento | Coletânea Mulherio das Letras para Elas

Cinco poemas de Valéria Paz | "Era vida e se quebrou"

Pés Descalços 02 | Uma página para cada coisa

Cinco poemas de Eva Potiguar | Uma poética de raízes imersas

Para não dizer que não falei dos cravos | Seis poemas de Jansen Hinkel

MulherArte Resenhas 16 | "Chão Batido", de Juçara Naccioli: vozes monumentais de ontem e de hoje - Por Marli Walker