Poemas do Livro "Haikai Tupy" de Daniela Pace




Rose

Suave é a noite
uma rosa
perfuma o escuro

Vida

Sobre a matéria escura 
reluzimos por instantes
trêmulos vagalumes

Enxoval

Preciso urgente:
lençóis de água
para minha pele ardente

Personal Trainer

Preciso de você
para praticar meus exercícios
de levitação

Artesã

Tecer a rede de ilusões 
deitar e balançar
eternidade afora



Ilustrações via Pinterest



Daniela Pace Devisate (Devi Sat , Iandella Cape) nasceu em São Paulo, capital, em 1971. Escreve desde criança, poemas, contos e prosa poética. Formada em Pedagogia e Artes Visuais, é professora de Arte da rede estadual paulista, leciona no município de Iguape. Produz livros de artista e livros de poesia artesanais, tendo participado de diversas feiras de publicação independente. Tem poemas nas revistas Germina, Mallarmargens, Literatura&Fechadura, Gente de Palavra. Participou da antologia Voos Literários e finaliza seu livro de poesia Haikai Tupy, a ser lançado esse ano.




Comentários

PUBLICAÇÕES MAIS VISITADAS DA SEMANA

A terapia da palavra em quatro poemas da jovem escritora Maria Luiza Brasil

PodPapo 07 | Entrevista com a cantora e multiartista Lica Cecato

A beleza no humanismo e na denúncia da poesia de Edir Pina de Barros

PodPapo 09 - entrevista com a escritora, editora e coordenadora do Focus Brasil NY Nereide Santa Rosa

Um conto de Marithê Azevedo | "Céu Escuro"

Para não dizer que não falei dos cravos | Poemas e videopoemas de Rogério Bernardes

Três poemas de Dayane Soares | Uma poética do tempo e da ancestralidade

Um miniconto de Silviane Ramos | "De que cor ficou?"

Divina Leitura | As multiplicidades de "Santuário" de Maya Falks

Quatro poemas de Helenice Faria | Uma poética da resistência