O "BRINCAR POESIA" de Rosinha Morais

imagem: arquivo particular


A poesia de Rosinha Morais

Metáforas

Abstraio-me do teu olhar
Esse aná(logo) de mim
Refletindo meu eu
No concretismo
Das minhas rupturas. 

Chamado

A pele
Apela
Pelo
Cheiro
Textura
Calor
Apele
Que eu vou. 

Identidade

Nasci tão perto da terra
Embalada pelos cantos dos pássaros
Alimentada no cheiro da relva
Me perdi no chão do asfalto
Em meio a uma selva de pedras. 

Trajetória

São os traçados
Dos meus pés 
À procura dos teus.


Alquimia

A saudade
Aperta o peito
Em descompasso
Transforma em nó
O que foi laço. 

Dualismo

Ando num dualismo medonho
Querendo ser fome
Querendo ser
...
Alimento








ROSINHA MORAIS, libriana de Planaltino – Bahia. Formada em Administração por circunstâncias e letras por opção, brinca de escrever desde a adolescência. Agitadora cultural, participa de coletivos culturais nas cidades de São Paulo e Guarulhos. Faz parte da equipe da Casa Amarela Espaço Cultural, em São Miguel Paulista e do grupo AUÁ Cantadoras e Sua Gente, também em São Miguel Paulista. Em Guarulhos - SP, foi uma das idealizadoras do Slam do Prego e do Sarau em Movimento. Atualmente organiza e apresenta o Sarau Alfinete e o Concerto Literário, também participa, como co-organizadora, do Mosaico Cultural. Autora do livro Brincar Poesia, tem contos e poesias publicados em coletâneas e revistas, no Brasil, Argentina e Chile.  (Minibiografia in: Fanzine  contos VASTO – 7ª edição – Organização – Sacolinha)

Tive a honra e o prazer de escrever a apresentação do seu livro “Brincar Poesia”, que se materializou em uma publicação cartonera de 2018, pela editora Va Cartonera; livro produzido artesanalmente, com capas únicas e volumes numerados.  
Rosinha Morais é Mulher de luta, neste livro de poemas concisos e poética imensa, encontramos a força e a ternura da mulher nordestina! Que, apesar das adversidades, caminha pela vida, corajosa, afetuosa e dignamente.
“Brincar poesia”, do qual selecionei os poemas acima, é um convite para nós, leitoras e leitores, brincarmos com as palavras, imagens, sensações, sentimentos e olhares; a partir da luminosidade, intensidade e liberdade, com as quais a Poeta Rosinha Morais escreve.




Comentários

Postar um comentário

PUBLICAÇÕES MAIS VISITADAS DA SEMANA

A terapia da palavra em quatro poemas da jovem escritora Maria Luiza Brasil

PodPapo 07 | Entrevista com a cantora e multiartista Lica Cecato

A beleza no humanismo e na denúncia da poesia de Edir Pina de Barros

PodPapo 09 - entrevista com a escritora, editora e coordenadora do Focus Brasil NY Nereide Santa Rosa

Um conto de Marithê Azevedo | "Céu Escuro"

Para não dizer que não falei dos cravos | Poemas e videopoemas de Rogério Bernardes

Três poemas de Dayane Soares | Uma poética do tempo e da ancestralidade

Um miniconto de Silviane Ramos | "De que cor ficou?"

Divina Leitura | As multiplicidades de "Santuário" de Maya Falks

Quatro poemas de Helenice Faria | Uma poética da resistência