Mulheres Xamânicas


No xamanismo as árvores são chamadas de “O Povo em Pé”, percebem as necessidades de todos os Filhos da Terra e se esforçam por atendê-las. Cada árvore e planta possui seus próprios dons, talentos e habilidades a serem compartilhados. Nos dão frutos, enquanto outras fornecem curas para distúrbios em nossos níveis emocionais ou físico, ensinam lições de como estarmos em harmonia com nós mesmos e com os outros, além de nos ensinar a obter uma mente silenciosa. Tais interpretações, nos remetem a uma atitude de respeito, da importância de cada indivíduo, nesse grande cosmos. De uma maneira quase intuitiva, sempre fiz a ligação entre árvores e mulheres. Como figuras maternas, as árvores em suas copas, abrigam bichos e pássaros, a sombra que nos fornecem para o descanso e alento.

Selecionei 4 trabalhos para ilustrar a ligação de nós mulheres, mães, filhas e guerreiras com aquelas que mesmo sem a nossa percepção, nos inspiram desde o início dos tempos.




Paz e Arte!





Luciane Valença é artista plástica , curadora, professora de arte, muralista e ilustradora, nascida em Niterói, Rio de Janeiro, no ano de 1975. Luciane vem se destacando no cenário artístico nacional com seu estilo único, criado com influências perceptíveis da Art Noveau, do Futurismo e do Surrealismo. Em  2018, artista iniciou sua carreira internacional, com a exposição de suas obras em Portugal. O traço de pincel de Luciane se caracteriza pela mistura de matizes que parecem não ter começo ou fim com demarcações por linhas firmes e contrastes de luz e tons, trazendo aos amantes da boa pintura novidades maturadas, advindas de inspirações, aspirações, desejos, idiossincrasias e emoções próprias. As figurações e histórias presentes em suas obras são um convite sedutor a uma realidade fantástica, um mundo peculiar, de beleza plástica com profundidade, que propõe reflexões sobre as emoções, o cotidiano e a psiquê.

Instagram: @luvalenca

Comentários

  1. Linda visão, tão interligada a teus processos artístico e, imagino, pessoais.
    Gratidão pelo texto.

    ResponderExcluir
  2. Obras maravilhosas que dialogam perfeitamente com o tema!

    ResponderExcluir
  3. Maravilhosa estreia, Lu! Sua obra é magnífica. Queremos mais! 🤍

    ResponderExcluir

Postar um comentário

PUBLICAÇÕES MAIS VISITADAS DA SEMANA

Cinco poemas de Gilda Portella Rocha | "Eu e os outros Eus"

Cinco poemas de Jacinaila Louriana Ferreira | "a voz que insiste em gritar"

Elas me fazem de gata e alpercata | Desfile de meowdas 1 - Publicação coletiva

Coluna 04 | Fala aí... Terezinha Malaquias (Alemanha)

Coluna 02 | Mulherio das Letras na Lua - ANA ACTO (Portugal)

MulherArte Resenhas 03 | Escrever o luto: "O indizível sentido do amor" (2017) e "O coração pensa constantemente" (2020), de Rosângela Vieira Rocha

Coluna 01 | Mulherio das Letras na Lua - Apresentação

UniVerso de Mulheres 12 - A voz da selva na poesia de Sandrinha Barbosa, por Valeska Brinkmann

Coluna 03 - In-Confidências - por Adriana Mayrinck

Coluna 04 | Mulherio das Letras na Lua - JAMMY SAID (Brasil)